Quartalhaça – Notícialhaça

O Clown

“Esse ser não é estranho, não é outro ser, é a gente mesmo de outro ângulo, é como se fosse do avesso, e esse sim fosse o lado certo”

As pessoas têm um clown interiorizado e este tenta se divertir a qualquer custo. Nesse momento, é bom saber que mesmo não possuindo um nariz vermelho, existem outras maneiras dessa personalidade se manifestar. Por isso, quando cruzar o seu caminho, será melhor se entregar a ele sem resistência.

clownA entrega ao mundo da diversão é extremamente impulsiva e necessária: os seres humanos guardam esse tesouro como parte de um movimento de perpetuação do conhecimento relacionado com a qualidade de vida. Sendo adulto ou criança, tal processo é solução para aliviar a carga de tantos compromissos sérios na vida.  Às vezes, nem percebemos o quão clown somos e quando isso é descoberto, realmente nos surpreendemos. Por isso, muitos dizem ser uma “nova” pessoa depois de descobrirem seu clown, por que nele nossos maiores segredos são revelados e nossas maiores vontades são explícitas. Por isso que alguns mestres com profunda sabedoria revelam aos discípulos, o quão importante e, ao mesmo tempo, simbólico é deixar que a manifestação desse conhecimento venha à tona.

Sendo assim, o clown está em qualquer parte: basta querer e surpreenderá, dando um sinal de vida. Foi assim que dei um sinal verde ao clown – quando me entreguei a ele, querendo viver uma grande história e estimulando o início da mesma na vida de muitas pessoas.

De alguma forma, essas manifestações (os clowns) estão em contato conosco no cotidiano: pessoas engraçadas que encontramos na rua, no ônibus, no aeroporto, na família, no meio de amigos ou nos meios artísticos. Esse contato basta para identificar os “clowns na vida”, como disse Fellini. Mas esse clown se torna, com o passar do tempo, uma técnica que vem sendo desenvolvida dentro dos espaços artísticos do teatro e do circo. Na rua, nas praças, na escola, nos hospitais, o clown se torna um habitante necessário ao meio. Quanto mais o envoltório social é tencionado, tanto mais os clowns aparecem no mundo. Clown é a pessoa que fracassa (LECOQ, 1999:146), que bagunça sua vez, e, fazendo isso, dá à audiência o senso de superioridade. Através de seu fracasso, ele revela sua profunda natureza humana, que nos comove e nos faz rir, é um perdedor feliz (CASTRO). O clown é a poesia em ação (MILLER, 1989). O clown é um ser à parte na sociedade, pois sua lógica difere de convenções sociais preestabelecidas.

palhaA sua visão de mundo é diferenciada e entende tudo concretamente ao “pé da letra”, é praticamente outro ser vivendo na mesma sociedade, mas com outra lógica de raciocínio, caracterizado por uma considerável ingenuidade. Fellini (1989) disse: “O clown representa uma situação de desnível, de inadequação do homem frente à vida. Através dele exorcizamos a nossa impotência, as nossas contradições e principalmente a luta ridícula e desproporcional contra os fantasmas de nosso egoísmo, de nossa vaidade e da nossa ilusão”.

O clown é um ser sério, mas muito engraçado, é uma controvérsia da nossa vida, é a vontade de ser aquilo que nunca fomos, é a vontade de viver mais e viver além, de ser subjetivo é o prazer de encantar.

“Clown, a máscara que mais revela”

Juliana Praia

Anúncios

1 comentário (+adicionar seu?)

  1. Mayuí (Kiwi)
    ago 13, 2009 @ 10:43:40

    “O clown é a poesia em ação”…amei isso !

    Que possamos sempre ter a melhor parte de nós presente em todas as áreas de nossa vida.

    Que a energia de nosso clown ultrapasse limites e esteja presente em todas as situações cotidianas.

    Nós merecemos a nossa alegria ! ;O)

    Beijo grande, verde e canhoto !

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: